InícioInício  portalportal  FAQFAQ  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Parceiros


Compartilhe | 
 

 Not Good Enough

Ir em baixo 
AutorMensagem
gigi-chan
Chara Miki
Chara Miki
avatar

Mensagens : 178
Data de inscrição : 27/02/2010
Idade : 23
Localização : Com o Grell e a Sora-chan

MensagemAssunto: Not Good Enough   Seg Out 25, 2010 4:52 pm

Prologo


Sayuurii

Na escuridão eu me pergunto o por que. Por que eles não falam comigo? Eles são meus pais, e ainda sim, fingem que não existo que não me vêem. Porque? Faço tudo para agradar-lhes. De que adianta ser a melhor aluna da sala, se não me parabenizam, comemoram minhas vitorias? Só lembram que existo quando faço algo ruim. Falam que sou uma pessoa que não é digna de ter o nome da família. O que tenho que fazer para me notarem, falarem comigo? Matar alguém? Ou me machucar? Se eu morresse hoje, não sentiriam minha falta. O unico que me entendia era Dean, mais ele não está mais aqui.
Gostaria muito de ter asas, e voar desse lugar escuro, sem sentimento que chamo de casa.


---------------------------=D---------------------------------------------------------
Só posto o resto quando comentarem
Não sou boa com acentos. Só avisando~
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sayurii
Admin Sayurii
Admin Sayurii
avatar

Mensagens : 491
Data de inscrição : 27/02/2010
Idade : 23
Localização : Mogi das Cruzes - sp

MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   Seg Out 25, 2010 5:08 pm

nyaaan *o*
eu gosto dessa fic ~~
Posta logooo <33

_________________
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
gigi-chan
Chara Miki
Chara Miki
avatar

Mensagens : 178
Data de inscrição : 27/02/2010
Idade : 23
Localização : Com o Grell e a Sora-chan

MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   Seg Out 25, 2010 5:14 pm

Cap 1

Era de manhã. O sol entrava no meu quarto, o iluminando. Levantei-me, tomei um banho calmamente, me vesti e fui para a cozinha, peguei um pão e fui para a sala. Terminei de come-lo e fui pegar minha bolsa, tinha aula hoje.
- Já vou indo.
A unica coisa que escuto é o som da minha voz ecoando pela casa. Paro perto da porta e me dirijo ao quadro que ali se encontrava.
- Já estou indo Dean - digo e dou um beijo no retrato do jovem.
Tão jovem, tão bonito e eu só tinha 5 anos quando aconteceu.

Flash Back on

-Dean, onde vamos? - pergunto.
-Comprar o sorvete que você gosta - respondeu-me Dean - depois vamos ao parque.
-Oba!
Compramos o sorvete e nos dirijmos ao banco do parque mais proximos de nós.
-Sorvete! - era tão bom que estava com pena de comer.
-Coma logo ou vai derreter - advertiu-me Dean - não vou comprar outro se você não comer.
-Tá.
Comi o sorvete bem rapido, queria brincar. Olhei para meu irmão, para ver se ele já tinha terminado o sorvete dele, mas ele estava conversando com uma pessoa que eu não conhecia.
-Dean - puxei-lhe a manga da camisa - quem é esse?
-É um assaltante - sussurou ele
-Anda logo! - gritou a pessoa - não tenho o dia todo.
-É seu amigo? - perguntei.
-Claro que não - ele me disse.
A pessoa estava apontando uma coisa brilhante para Dean, era preta.
-Abaixe essa arma - gritou Dean - já disse que não tenho dinheiro!
-Dean - digo - estou com medo.
-Calma, essa pessoa só está drogada - ele tentou me acalmar, já que estava tremendo. Penso em perguntar a ele o que é drogada, mais ouço um click, depois um barulho muito alto, machuca minha cabeça. Por que Dean está caindo? O que é essa aguá vermelha e quente? Por que tem na minha cabeça também?
-Dean? - chamo.
Tudo começa a girar. Está ficando escuro. A ultima coisa que vejo é mamãe correndo.
-Mamãe...
Eu desmaio.


Flash Back off

Acordo de meus desvanios e olho para o relogio. Já estava atrasada. Saio correndo de casa, parando quando chego em um cruzamento.
-Abre sinal...
Começo a correr quando o sinal abre, piso em falso e caio.
-Ai.
-Você está bem? - alguém me pergunta - Consegue se levantar?
Olho para a direção em que a voz vinha. Sinto um aperto no peito. Dean. Esse garoto é igual o meu irmão. Começo a ver sangue em minhas mãos. Eu matei Dean. É minha culpa. Mamãe me disse isso. Ele morreu por minha causa.
-Dean... - digo
-Meu Deus, você está sangrando - disse o garoto. Tudo ficou escuro.

-----------------------------------^^----------------------------------------
Eba! Um só, mais ainda sim um comentario~
Voltar ao Topo Ir em baixo
t-chan
Chara Su
Chara Su
avatar

Mensagens : 254
Data de inscrição : 27/02/2010
Idade : 23
Localização : em seus sonhos!

MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   Seg Out 25, 2010 6:36 pm

Eu acompanho essa fic em outro forum, adoro ela!
Poste mais por favor!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://geasscan.webnode.com.br/
gigi-chan
Chara Miki
Chara Miki
avatar

Mensagens : 178
Data de inscrição : 27/02/2010
Idade : 23
Localização : Com o Grell e a Sora-chan

MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   Ter Out 26, 2010 8:47 am

Cap. 2


A primeira coisa que tomo consciência, é de que estou deitada e minha cabeça está mais alta que o resto do meu corpo. Me levanto devagar, e sinto alguem empurrando meus ombros para me fazer deitar de novo. Abro os olhos. Aquele garoto está ali. Sento muito rapido e minha cabeça doi.
-Calminha, você bateu a cabeça - disse-me ele
-Ah - digo depois de colocar a mão na cabeça e sentir o curativo - Ai meus Deus, eu perdi a aula - começo a entrar em panico. - Onde estou? Quanto tempo estou aqui? Quem é você? - olhe para ele. Não o vejo direito, por causa do efeito do remedio e por que estava escuro lá dentro.
-Isso não é importante - Você está num hospital e faz umas duas horas - ele olhou para o relogio para conferir.
-O quê? - falo muito alto
-Quer ligar para seus pais? - perguntou ele, me indicando onde estava o telefone.
-Não, obrigada - lhe dou um sorriso para dizer que tudo bem. Acho que entendeu, pois não me perguntou mais nada.
-Acho que já vai ter alta - e quase que como para afirmar o que ele disse, um medico entrou no quarto. Por que todos se vestem de branco? Sempre me perguntei.
-Vejo que já está acordada - disse o medico - Já pode ir indo, e mais cuidado onde pisa. Correr pelas ruas molhadas é escorregadio - me avisou. Agora já sei por que cai.
-Eu a levo para casa - disse o garoto.
-Aqui seu atestado - o medico me deu um bilhete, esplicando que cai e bati a cabeça a caminho do colegio - não perca isso.
-Obrigada.
Saimos do Hospital devagar. Com que força bati a cabeça para estar doendo tanto?
-Onde você mora? - perguntou ele
-Ahn...eu pego um taxi - eu nem ao menos o conhecia, como diria onde morava. Estava descumprindo as regras basicas. Regra n°1 "nunca fale com estranhos"
-De jeito nenhum, você tem dinheiro? - como ele viu que não respondi, interpretou como um não - se você se mexer demais, os pontos vão abrir. Quer ficar uma semana no hospital de observação?
-Claro que não - disse apavorada. Parece-me que se vou com dor de cabeça, saio de lá com pneumonia.
- Então, onde você mora? - disse ele - te levo de bicicleta.
- A três quarteirôes daqui, descendo aquela rua - indico a direção. Regra n° 2 "não diga onde mora"
- Vamos indo - disse ele
-De bicicleta?
-Mais é claro - ele pareceu estar surpreso com minha pergunta idiota - não me diga que tem medo?
-E se tiver?
-Não precisa, sobe logo ou vai ter que ir andando...
-Eu não vou andando - interrompo ele
- Então sobe - olho para a bicicleta, tomando coragem, e depois para ele. O garoto da um tapinha no banco da bicicleta para me incentivar a subir. Regra n° 3 " não aceite carona de estranhos"
Eu desisto e subo na bicicleta. De lado por que estava de saia. Ai meu deus, o que estou fazendo?
-Se segura - ele me avisa
-Onde?
-Em mim, oras.
-Mas...
-Quer cair denovo?
-Não - me seguro nele. Estou com medo, e se cairmos?
Ele começou a descer a rua, não rapido, mais também não estava devagar.
Chegamos em casa rapido. Eu desci da bicicleta e pude ver o vulto de alguem em casa. Será que meus pais já chegaram?
-Obrigada por me trazer.
-Não tem de que - disse e depois sorriu. Agora que estou sã, digamos, reparei como ele é lindo. Talvez de uma agencia de modelos.
-Eu vou indo - disse ele - até mais - ele subiu na bicicleta e se virou para minha direção - a gente se vê, Sayurii - ele me deu uma bala e foi indo embora. Regra n°4 "não aceite doces de estranhos"
-Como sabe meu nome? - eu grito. A unica coisa que ele faz é um aceno com a mão e vira na esquina mais proxima.
-Ele sabe meu nome mas eu não sei o dele - reclamo.
Entro em casa e vejo minha mãe no telefone. Por que ela está aqui tão cedo?
-Sim, ela está aqui, depois te ligo - disse e desligou o telefone - Onde a senhorita estava que não foi para a escola? Acabei de falar com sua professora. E que ci=urativo é esse na sua cabeça? Andou envolvida em brigas? Quem era aquele garoto com você ali fora? Ele que te desvirtuou do seu caminho? Não venha me dizer que é suburbano! Nossa familia não anda com esse tipo de gente! - Ela estava gritando comigo. Odeio quando ela faz isso.
-Me responda e olhe para mim quando estiver falando com você - ela sugurou meu queixo e o forçou a erguer.
-Eu bati com a cabeça quando estava indo para a escola, fui correndo por que a senhora não quis me levar. Ele me ajudou e me trouxe para casa. Tenha um minimo de respeito com ele! - eu estava com falta de ar - e meu queixo está doendo, pode soltar por favor.
-Essa conversa ainda não terminou, mocinha!
Bato a porta do meu quarto. Não quero ouvir mais nada. Assim que entro, tranco a porta. Tenho certeza que ela vai chamar meu pai, ou fazer escandalo. Não suporto isso. Por que ela não pode ser normal como as outras mães? Pego no meu celular, vou ligar para a Sayeko.
-Alô? - atendeu Sayeko - quem fala?
-Oi Sayeko, é a Sayuri.
-Ah, Sáah, porque não me ligou antes? - dava pra imaginar ela fazendo biquinho pela voz no telefone - qual é a da vez?
-Então eu te explico tudo quando for na sua casa. Eu posso não é? - Pergunto.
-Mais é claro - ela quase grita - Eu vou ai te pegar.
-Estou esperando, só vou trocar de roupa.
-Tá, estou indo ai. Bye bye.
-Bye bye
Desligo o telefone e vou trocar de roupa. Não quero estar em casa quando meu pai chegar.

------------------------------------^^----------------------------------------------------
Tenho que digitar o cap. 3 x.x
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sayurii
Admin Sayurii
Admin Sayurii
avatar

Mensagens : 491
Data de inscrição : 27/02/2010
Idade : 23
Localização : Mogi das Cruzes - sp

MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   Ter Out 26, 2010 9:03 am

eu quero o terceiro cap o///
*o*

_________________
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
t-chan
Chara Su
Chara Su
avatar

Mensagens : 254
Data de inscrição : 27/02/2010
Idade : 23
Localização : em seus sonhos!

MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   Ter Out 26, 2010 9:15 am

Cap muito bom, estou ansiosa pelo próximo o/
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://geasscan.webnode.com.br/
gigi-chan
Chara Miki
Chara Miki
avatar

Mensagens : 178
Data de inscrição : 27/02/2010
Idade : 23
Localização : Com o Grell e a Sora-chan

MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   Seg Nov 01, 2010 8:26 am


Cap. 3

-Meu deus, o que aconteceu? - foi a primeira coisa que sayeko disse quando me viu.
Expliquei toda a historia para ela enquanto estavamos indo para a casa dela, queria cada detalhe. Era uma casa comum. Menor que a minha, não que e eu ache isso superior. Não. É acolhedor.
-Nossa que dia - disse ela, impresionada - mais você não sabe mesmo o nome dele?
-Não, bem que eu queria.
-Então eu te ajudo a acha-lo. Mudando de assunto, hoje no colegio...
Ela me disse tudo que tinha perdido pro não ter ido. Quando chegamos na casa dela, a mão dela estava em frente ao fogão, preparando algo. O cheiro estava bom.
-Olá Sra. Mishima - cumprimento-a.
-Olá - ela diz sem me olhar. Estava muito ocupada com uma panela. É a melhor cozinheira que conheço.
-Sayeko, chame seu pai para comermos.
-Sim, mãe - responde Sayeko - Vem Sáah.
Eu a acompanho até chegarmos numa portado segundo andar. Ela bate na porta.
-Licencinha, pai, a mãe para o sr. descer para comermos.
Ele olha na nossa direção, e depois olha para mim. Principalmente no curativo em minha cabeça.
-Diga a sua mãe que já vou - ele larga um papel que estava lendo - Olá Sayuri, andou brigando com seu pai novamente?
-Não - digo - eu cai na rua.
-Entendo - ele pareceu ver se estava mentindo - mais cuidado então.
Não nego queas brigas que tenho com meu pai são feias.
Depois de comermos, ajudei a lavar a louça. Não sou rica, só tenho os pais ricos. Mais é como se não tivesse.
Decido ir para casa andando. É mais devagar e eu posso pensar.
-Até amanhã Sayeko
- Até amanhã - ela acena - mais cuidado.
Andava calmamente. Não vou chegar em casa cedo. Passei em uma loja de conveniencia para comprar alguns chocolates. Estava saindo da loja quando trombo em alguem.
-Me desculpe.
-Aah, é você Sayuri.
Olho para a pessoa. Era ele. O garoto da bicicleta.
-Você está bem?
Eu devia estar com cara de boba, pois ele começou a rir.
-Estou bem - o que e digo? - Qual é seu nome? Você não me disse.
-Kaito.
-Como sabia meu nome?
-Sou da tua sala.
-Mais eu nunca te vi lá - teria lembrado se tivesse visto.
-Não fico nas aulas. Elas me dão sono.
-Aah. Não tem medo de reprovar?
-Eu só fico nos dias de prova - ele parecia feliz por estar conversando comigo. Ou é só coisa da minha cabeça?
-Então, onde estava indo? Posso te acompanhar.
-Estava indo para casa - digo - Quer um chocolate? - lhe ofereço um. - Você me ajudou, então...
Antes mesmo de terminar de falar, ele pegou um dos chocolates e comeu.
-Vamos.
Fomos com calma, olhando a paisagem. Pareceu-me que chegamos em casa mais rapido que de bicicleta.
-Está entregue - ele abriu um daqueles sorrisos capazes de iluminar sua vida. Simplismente lindo - Nos vemos amanhã.
Deu-me um beijo no rosto e foi-se embora. Aceno quando ele vira para acenar para mim.
Quando me viro meu pai esta na porta. Droga.
-Sayuri, para dentro. - diz ele, mais mandando que pedindo.
-Sim.
Entro em casa e minha mãe está sentada no sofá, olhando para a televisão que estava no mudo.
-Quem era aquele garoto? - perguntou meu pai.
-Era o Kaito.
-Já não lhe disse milhares de vezes que nossa familia não se mistura com esse tipo de gente!
-Mais pai, eu só es- ele me interrompe com um tapa no meu rosto. Está doendo. Coloco a mão onde ele bateu.
-Mais nada. Essa tal de Sayeko é má influencia. Não ande mais com ela.
-Não fale mal dela - grito e corre para meu quarto. Olho para o espelho. Tem uma marca no meu rosto.
Sabe quando você sente como se uma lampada se acende-se na sua mente, a clariando? Foi isso que eu senti.
-Eu disse o nome dele. Burra! - pego um travesseiro e taco no chão - já não basta acabar com o vida da Sayeko, vou acabar com a dele também.
-Então simplesmente peça algo.
Quem disse isso? Me viro e não vejo nada. Será que estou louca?
-Não, não está. Aqui em cima.
Olho em cima do meu quanda-roupa. O urso que o Dean me deu. Ele tá falando...
Começo a rir-me. Me coloquem no hospicio por favor.
-Fiquei louca de vez - dgo para mim mesma.
-Não seja idiota - o urso taca algo. Aquilo era uma faca?

-------^^'====================================ooooooooooooooooooooooooooooo
Desculpem o atraso
Uma correria por causa da peça e não deu pra digitar~
Espero que gostam ou morram
Voltar ao Topo Ir em baixo
t-chan
Chara Su
Chara Su
avatar

Mensagens : 254
Data de inscrição : 27/02/2010
Idade : 23
Localização : em seus sonhos!

MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   Seg Nov 01, 2010 9:38 am

òtimo cap gigi!
Continue com a fic, está bem legal!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://geasscan.webnode.com.br/
Sayurii
Admin Sayurii
Admin Sayurii
avatar

Mensagens : 491
Data de inscrição : 27/02/2010
Idade : 23
Localização : Mogi das Cruzes - sp

MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   Qui Nov 04, 2010 10:18 am

Adoreei ~~
quero continuaçao <33

_________________
Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
tenshi
Chara Ran
Chara Ran
avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 21/11/2010
Idade : 21
Localização : de férias

MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   Qua Nov 24, 2010 10:11 am

Esta de parabens Gigi-chan
sou nova por aqui mas ja estou adorando sua fic
continue!!!!!!!XD
Voltar ao Topo Ir em baixo
gigi-chan
Chara Miki
Chara Miki
avatar

Mensagens : 178
Data de inscrição : 27/02/2010
Idade : 23
Localização : Com o Grell e a Sora-chan

MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   Dom Nov 28, 2010 5:19 pm

Jura? Que bom
Já estou fazendo o cap 4
=D
Tá complicado o negocio...
Voltar ao Topo Ir em baixo
gigi-chan
Chara Miki
Chara Miki
avatar

Mensagens : 178
Data de inscrição : 27/02/2010
Idade : 23
Localização : Com o Grell e a Sora-chan

MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   Dom Jan 30, 2011 7:14 am

Cap. 4
Kaito

Não tem luz. Estou em algum lugar escuro e mal ventilado, pois o ar está parado e quente. Ouço um gemido.As luzes se acendem e machucam meus olhos. Onde veio aquele gemido?. Olho ao meu redor e paro. Sayurii. Ela está ajoelhada no chão. Minha voz não sai..
-Kaito... - ela está me chamando. Ela está chorando e vejo sua mão ir para o tornozelo. Uma corrente. Quem a prenderia no chão com uma corrente? Tento me levantar, mais estou amarrado num pilar.
Como num piscar de olhos, mudo de cenario. Estou num campo cheio de flores lilás e amarelas e varias arvores ao redor. Sayurii está no meio das flores, sorrindo. Ela se vira para minha direção e me estende a sua mão direita - a outra estava com flores - chamando-me. Ambos estavamos com roupas brancas.
-Venha - diz-me ela. Essa não é a voz da Sayurii.
-Onde estou? - pergunto-lhe. Ela me oferece uma flor. Assim que pego, a flor vira um relogio de pulso.
-No campo das almas.
-Como? Quem é você?
-Isto não é real - e gesticula para as flores e as arvores - Mais tanto eu quanto o relogio no seu pulso somos reais. Entretanto, não sou ela. - ela se referia a Sayurii que eu conhecia.
-Desculpe, eu não compreendo - aquilo me confundia.
O sorriso que ela tinha no rosto se desfez assim que as palavras sairam da minha boca.
-Se não compreende é porque não está pronto - disse-me friamente - O que tinha para lhe dizer já o fiz. Adeus.

Eu acordo.

-Era um... sonho? - fico me perguntando
Respiro fundo. Foi um sonho muito estranho. A porta se abriu, e vejo minha mãe na porta.
-Kaito, está acordado? - já pude imaginar ela procurando o interruptor.
-Estou - respondo-lhe
-Que bom. Poderia levar sua irmã hoje a escola? Tenho uma entrevista de emprego agora - dava pra sentir a empolgação
-Claro mãe.
Me levanto e ela ainda está na porta. Ela hesita por um momento depois entra e me abraça.
-Você é o melhor filho do mundo. O café está na mesa, volto assim que terminar a entrevista.
Ela saiu cantarolando alguma musica. Me dirijo ao banheiro para tomar um banho e depois me vestir. Meu uniforme era simples, camisa branca e calça preta. Vou ao quarto de Hana, minha irmã mais nova. Ela faria 11 anos amanhã e não tinhamos dinheiro para comprar nem um presente.
-Hana - chamo-a da porta - Acorde dorminhoca.
-Mais 5 minutos - ela sussurou. Eu mereço.
-Se não se levantar, não vai ganhar presente - digo ironicamente. Ela levantou da cama com uma rapidez impressionante.
-Cadê? - ela me pergunta olhando ao redor, procurando. - Onde está?
-Só amanhã! - ri. A expressão dela procurando o presente é hilaria.
-Seu mau - ela tacou um travesseiro na minha direção, acertando a parede -Vou contar pra mamãe!
-Anda logo, a mãe já fez o nosso café - por incrivel que pareça, acrescento mentalmente. Nossa mãe nunca fez café, e quando fez, não estava comestivel. Ela só sabe fazer doces e mais nada. O que ela não faz com frequencia.
-Mamãe fez? - perguntou-me Hana incredula - Ela cozinhando?
Assenti para ela.
-Só como depois de você. Não sou ratinho de laboratorio.
-Claro claro - respondo.
Fechei a porta e fui para a cozinha. O que minha mãe teria feito? Respirei fundo e fechei os olhos. Não deve estar tão ruim, eu teria de limpar. Entro na cozinha e abro os olhos. Está tudo do mesmo jeito de ontem a noite. Hã? Ela não disse que tinha feito? Vou ver no forno e o abro. Um bolo?
-Oque foi? - pergunta Hana, já trocada. Ela troca de roupa muito rapido - O que ela fez?
-Um bolo - disse tirando o bolo do forno.
-Comestivel, e é de chocolate - ela estava observando o bolo como se não come-se a dias - Vai ficar ai olhando o bolo ou vai comer?
-Tá bom - reviro os olhos já cortando o bolo. Pelo menos é bolo estava bom.
Comemos e fomos para a escola. Estudavamos em uma escola grande que lecionava do ensino fundamental I ao ensino médio. Eu estava no 1° ano e Hana na 5° série.
-Quem sair primeiro espera - avisei-lhe - Qualquer coisa peça a sua professora que me chame.
-Como se fosse acontecer - murmurou mais para si mesma - Até mais.
Aceno para ela e começo a caminhar em direção ao meu predio. Eram três predios, todos eles brancos com três andares cada. O primeiro era mais proximo da entrada, destinado ao fundamental I, o segundo era destinado ao fundamental II e o terceiro ao ensino médio. Inacreditavel como esses predios pareciam identicos para mim. Os outro alunos diziam que se dá ao fato de ser novo no lugar. Eu e Hana tinhamos entrado nesse colegio a 1 ano aproximadamente. Mesmo o colegio sendo publico, a maioria dos alunos eram rico, ignorantes e 'playboyzinhos'. Era irritante. Eu tenho certeza que alguns professores são subornados aqui. É tão obvio.

...Continua...


-------------------xD------------
Eu sei. Poder me matar. E não saber o resto =3
Motivo 1 -> Demorei pra postar
Motivo 2 -> O cap.5 é uma continuação (obvio) desse (4) e depois eu vou voltar um pouco no 6 pra explicar melhor.
Motivo 3 -> todos os motivos acima

Pra quem le meu diario, eu disse que iria postar u.ú não disse? hoho'
#QuaseNinguemLê. Morre

Oque está em italico é o pensamento dele. Fica mais facil de fazer assim.

T,T desculpa demorar tanto~
Voltar ao Topo Ir em baixo
t-chan
Chara Su
Chara Su
avatar

Mensagens : 254
Data de inscrição : 27/02/2010
Idade : 23
Localização : em seus sonhos!

MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   Dom Jan 30, 2011 7:26 am

Gostei desse cap Gigi, dá um ar de mistério.
Espero pelo próximo~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://geasscan.webnode.com.br/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Not Good Enough   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Not Good Enough
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [K-DRAMA] Good Doctor
» Luna's Love is Good

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Diversão :: Fanfics-
Ir para: